domingo, 2 de dezembro de 2012

da solidariedade.

entre vizinhos, no particular. que aparecem sem demora quando alguma tragédia acontece e que nos entram pela porta adentro - porque afinal conhecem a casa desde sempre - e nos aliviam daquelas tarefas que no momento não conseguimos cumprir e, acima de tudo, nos confortam. nas aldeias como a da minha tia a vizinhança é família.

dos portugueses, no geral. que em tempos difíceis não esquecem que há pessoas em situações ainda menos favoráveis e ajudam. mesmo por vezes tendo pouco, contribuem com alguma coisa. e fazem-no de coração. 

são estes casos de partilha e de solidariedade que me comoveram este fim-de-semana.
por muito mau que o momento que estejamos a viver seja, a ajuda aparece sempre (e às vezes de onde menos se espera).

2 comentários:

  1. Normalmente de quem tem menos disponibilidade de tempo e de dinheiro! :)

    ResponderEliminar

digam de vossa justiça...