quinta-feira, 6 de setembro de 2012

pois que cabelo arrumado

dirigi-me ao consultório da dentista e quem é a doutora que me atende, quem? nada mais nada menos do que a miúda com a qual costumávamos gozar (brincadeirinha!) e que fazia parte, juntamente com outras duas colegas do grupo, das excluídas. as crianças são cruéis, é bem verdade. e ela podia ter-se aproveitado da situação para se vingar ajustar as contas, mas não. parece que não se recorda (qual bullying, qual quê) e não há recalcamentos visíveis das afrontas passadas. ufa!

1 comentário:

digam de vossa justiça...