quinta-feira, 29 de março de 2012

doroteia, já voltaste?

sim, meus caros já fiz o que tinha a fazer. mas, mas... como??? - perguntam vossemecês com cara de espanto, pois que vos disse que ia a dois serviços públicos cá da cidade. então, lá saí de casa munida de toda a paciência e mais alguma, preparada para passar uma manhã (ou dia, na pior das hipóteses) de tédio. dei entrada no serviço de repartição de finanças por volta das dez e meia da matina. tendo em conta que o serviço se inicia por volta das nove, contando o tempo para o café da manhã e para colocar a converseta em dia calculei que esta seria uma hora extremamente produtiva por parte dos senhores funcionários. mais tarde é que não poderia ser porque depois se aproxima a hora de almoço e aí a produtividade decresce significativamente. dez e meia, ficam a saber. vinte minutos depois (pasme-se!) estava despachada. fui pagar e isso simplifica logo a coisa porque receber é o que querem eles. não empatam muito não vá a gente desistir entretanto. 

segui, depois, para o balcão do registo civil. subi o lance das escadas e pensei para mim que dali é que não me ia safar depressa. a sala de espera estava bem compostinha. quando tirei a senha, novo espanto. apenas UMA única pessoa à minha frente. calculo que o simples facto de estar lá meramente por causa de uma alteração de morada me facilitou bastante a vida. se fosse para pedir o cartão do cidadão aí estava tramadinha. também aqui não me demorei mais do que vinte minutos.

para comemorar, pois que tudo isto merece comemoração e hoje até me sinto uma gaja com sorte, cometi uma loucura e fui ao estabelecimento que o sr. zé natário possui ali na artéria principal da cidade. desgracei-me com uma torrada e uma meia de leite. e pelo meio do alvoroço (a equipa andava em grande animação a experimentar o novo sistema informático) terminei o livro do saramago.

hoje não é dia de euromilhões.
tenho pena.

12 comentários:

  1. Doroteia my darling, tu por acaso estás em "Biana" do Castelo? É que para mim, Natário só há um, que é o de Viana e mais nenhum. E se há coisa na vida que eu A_D_O_R_O é a torta de Viana. Se não for, olha, desculpa lá qualquer coisinha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se soubesse, tinha-te trazido uma "fateia"... ;)

      Eliminar
  2. Ai que coisa boa. E aqueles barquinhos com doce de ovos... Delícia. Quem me dera voltar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. volta quando quiseres. arranja um tempinho livre. e quando voltares, avisa. :)

      Eliminar
    2. I will. Mas para já é difícil. A minha sogra era de Viana, íamos lá imensas vezes mas ela morreu há pouco tempo.... Não vou insistir, vamos lá quando ele sentir que sim. Beijinho.

      Eliminar
  3. Zé Natário da minha Viana ou outro Zé? ;) Prefiro o Manel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. da nossa "biana".
      quem é o manel?
      (sou uma estranha na cidade onde nasci)

      Eliminar
    2. O Manel Natário é o das bolas de berlim, na rua pequena... o Zé Natário é o da avenida. Eram irmãos ou primos, já nem sei. :)

      Eliminar
    3. pensava que era tudo do mesmo, vê lá tu...

      Eliminar
  4. WOW foste atendida tão depressa nesses locais. É mesmo sorte =)

    http://viverentrelacos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

digam de vossa justiça...